O Cruzeiro não teve grandes dificuldades para despachar o Atletico Goianiense da Copa do Brasil. Afinal, o placar de ida de 5 x 0 transforma o jogo de volta em mera formalidade.

O primeiro gol do Cruzeiro aconteceu em um lance polêmico já que o goleiro Marcio do Atletico GO estava caído, machucado como se viu depois. O problema é que existe tanta simulação, que os juizes nem sempre param o jogo após uma queda de jogador, até porque ele se levantou para tentar defender.

O segundo gol mostrou duas coisas: o Cruzeiro agora tem em Souza um cobrador de faltas de qualidade – e Marcelo Oliveira não tem mais justificativa para colocar Anselmo Ramon tendo Vinicius Araujo a disposição.

Dedé fez o terceiro, Everton Ribeiro o quarto e Egídio fez um golaço em grande chute de fora da área para consolidar o placar.

Como destaques negativos, a quantidade de passes errados pelo Cruzeiro (já deu tempo de entrosar…) e a jogada ridícula de Bruno Rodrigo que culminou em sua expulsão.